É difícil a captura do simples
Mas ainda teimo em tentar eternizar
Os breves segundos
Em que absolutamente tudo
Cai
E só fica eu e o jardim
A colheita diária do amanhecer
Também se chora de alegria
Com o recomeço de
cada dia
Na companhia da Natureza
E seus ciclos sem fim

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *