Resenha em vídeo: As Sombras na Sala de Estar, de Carla Paiva

Não importa o quanto lemos como teóricos, quando lemos com olhos de leitor é sempre como se estivéssemos começando a ler. E estamos, de certa forma, se pensarmos que cada livro novo é uma leitura de primeira viagem. Acredito que para quem estuda na área de humanas, se sentir um leitor de primeira viagem é […]

Publicação: Revista Héstia – Vol. 1 – Dez.2022

É com alegria que compartilho minha participação no volume de estreia da Revista Héstia, publicada pela Koré Editorial, com meu poema Dos detalhes. Clique aqui para ler a Revista Clique aqui para ler meu poema Abaixo, uma apresentação da Revista feita pela Editora: No ambiente caseiro, microcosmo da realidade universal, estão contidas todas as atividades do […]

Poema 4/10/2022 – À São Francisco

À São Francisco Franciscoque a tua paz possa ser multiplicadatua ternuranos quatro cantos consagradae teu amoraté na mais singela florseja encontrado Que tua bravura não seja esquecidanem tua coragem de ser firme no que acreditamesmo fora do Cleroera mais Cristão do que muitos que assim se diziam Franciscoque enxergava tão bem o outroporque antes enxergou […]

Resenha: Preliminares: Nudez no verso, de Daniela Laubé

Em Preliminares, Daniela adentra o universo da poesia erótica com um tom artístico do sublime, explorado através da cuidadosa escolha de palavras, referências literárias e sonoridades. Os poemas são construídos de forma que o leitor pode até esquecer que está lendo literatura erótica em alguns versos, dada a forma como a autora brinca com a […]

Poema e imagem: Captura do simples 13/04/22

É difícil a captura do simples Mas ainda teimo em tentar eternizar Os breves segundos Em que absolutamente tudo Cai E só fica eu e o jardim A colheita diária do amanhecer Também se chora de alegria Com o recomeço de cada dia Na companhia da Natureza E seus ciclos sem fim

Poema 28/01/22 – poesia e imagem de Zenilda Ribeiro

Céu multicorFuracão de nuvensQue caiNo céu da tardeFindandoA conta-gotas solaresResguardando sua magiaPara a noite que sobeLevantar seu véu de estrelas. . . . . . Exercício poético a partir dessas belas fotografias de pôr do sol tiradas pela @zenilda.ribeiro.904 sem nenhum filtro 🌄

Poema e pintura autorais 6/9/21

O ProcessoA BagunçaMisturaDançaCantaEncantaQuem pintaSeus males espantaCriaCredoCrençaArte é livre de nascençaTransborda floresPelas varandasDa indiferença

Poema e imaagem: salsa e café 6/8/21

Da terraPra terraPro pratoColheitaDo que foi plantadoMuito antesD’eu chegar. . .Poema nascido direto da hortinha de casa. Hábito que começou com meus avós maternos 😊🌱

Poema: Essena O’Neil 16/4/21

©Todos os textos de minha autoria neste site e em outras plataformas digitais estão sob a proteção da Lei de Direitos Autorais 9610/98 Quando diziamQue problemas com InternetEra bobagemVocê foi o primeiro grande boomDe afliçãoQue largou carreiraBagunçou a vidaE disseram que foi só por atençãoAté Game Changer tentou serMas as mensagens de ódio te fizeramDesaparecerE […]

Poema e pintura 16/2/21 – Portais

Portais Vortexes de luzes resplandecentesSão mil cores em disfarceComo as cores da luz do solSentada na praiaQuiçá na beira de um rioOu entre as folhagensPorque pra cada malHá na natureza um remédioE quando não há naturezaHá sempre tinta, papel e cor . . . ……..Ainda sobre a live de ontem com a @bibianadanna 🌸 A escrita terapêutica […]

Poema e imagem: Gestalt 25/1/21

Gestalt Se é só com os olhosQue tudo se vêEntão, de uma imagemO que pode vir a serO movimentoAs duas facesUm solo cáliceMe dizDo seu ponto de amplidãoOu de reclusãoQuais são os vaziosQue sua mente cismaEm preencher Exercício poético feito durante uma aula de Psicologia da Educação

Poema “O Homem” 9/12/2020

O Homem Estão me exigindo demaisCom essas novas mulheres tá difícilSe relacionarE estabilizarPorque elas começam a reclamarQue eu grito demaisQue me meto demais no que ela fazMas pra quê mudar?Eu sei que ainda vou acharUma capaz de aturarCada estupidezE toda minha insensatezPra quê que eu vou mudar?Descer do meu pódio de reiSe eu não achar […]